Laboratório de Morfogênese Celular
vivaldo@anato.ufrj.br
versão em português
version française espanõl english version

O Laboratório de Morfogênese Celular está situado no Departamento de Anatomia do Instituto de Ciencias Biomédicas da UFRJ e é dirigido pelo Profesor Vivaldo Moura Neto.
Tem tradição no estudo das proteinas que compõem o citoesqueleto, importante na organização do espaço no interior da célula, do seu citoplasma e também na sua sustentação. A equipe do laboratório estuda a interação entre as células na organização de tecidos, como base na formação de órgãos e sistemas anatômicos funcionais. Estuda a interação das células que conformam o cérebro: os neurônios, as células da glia e as células capazes de formarem os vasos sanguíneos do cérebro. Realiza um estudo experimental de tumores cerebrais, os gliomas, e para isso conta com a colaboração da Neurocirurgia e da Neuropatología do Hospital Universitario da UFRJ. Seus projetos podem ser apresentados resumidamente:

Projetos
Efeito do Hormônio da Tireóide nas interações celulares no sistema nervoso: Neste campo, estuda a proliferação e a diferenciação entre neurônios e células da glia em cultura de células, submetidas à ação do hormônio da tireóide, T3, a fim de entender os problemas com os quais se deparam estas células, tanto em ausencia do hormônio, no hipotireoidismo, como em seu excesso, hipertireoidismo. O Laboratório verificou que o hormônio induz estas células a produzirem moléculas, chamadas, fatores de crescimento, o que representa uma possibilidade futura de alcançar uma melhor compreensão dos problemas causados pela disfunção deste hormônio.

A interação entre as células da glia e os neurônios: uma comunicação importante entre estas células permite o desenvolvimento do cérebro. Estas células trocam entre si sinais moleculares, proteinas e pequeninas moléculas, que são importantes para a sua própria diferenciação e proliferação, de modo a atingir um bom desenvolvimento do sistema nervoso. Algumas destas moléculas estudadas poderiam ser utilizadas, no futuro, em ensaios terapêuticos como tentativa de correção de falhas no desenvolvimento biológico.

Os tumores cerebrais, principalmente os glioblastomas, são fatais e os procedimentos cirúrgicos, quimio-terápicos e radio-terápicos nem sempre são eficazes. A equipe tem estudado a interação destes tumores com as células normais do cérebro, tanto em cultura, como também in vivo com transplantes de tumores em animais imunossuprimidos. A preocupação do laboratório neste ponto é descobrir novas moléculas que ajudem a diagnosticar mais satisfatoriamente estes tumores, procurar conhecer as propriedades invasoras destes tumores, encontrar moléculas que controlem sua proliferação e saber, ademais, como reagem, na presença do tumor, as células sãs que o envolvem, o microambiente cerebral.
Também é muito importante tentar comprender como se dá a formação de vasos sanguíneos na intimidade do tumor, vasos estes que têm papel importante na nutrição das células tumorais.

A glia reativa e a resposta inflamatória no sistema nervoso é outro ponto de investigação. A equipe pretende entender como as células gliais, no cérebro, reagem perante processos inflamatórios, por exemplo, causados por agentes infecciosos, como o prion, um virus (da dengue) ou um parasita, como o Toxoplasma gondii.
Pretende, também, saber quais são as respostas comuns da glia reativa em todos os casos e quais são as que ela oferece ante cada tipo de agente. Quando ocorre uma infecção, uma população de células, chamadas, microglia, é recrutada para agir na região e, para o Laboratorio de Morfogênese Celular, o papel que ela desempenha numa inflamação constitui uma questão muito importante a ser estudada.

Equipe:
Professor Titular
Vivaldo Moura Neto, Doutor, Professor Titular - vivaldo@anato.ufrj.br
http://lattes.cnpq.br/4692980070480625

Pós-doutorandos
Flávia Regina souza Lima, Doutor, Professor Adjunto - flima@anato.ufrj.br
Jane Cristina de Oliveira Faria Amaral, Doutor, Professor Adjunto -
jane@anato.ufrj.br
Loraine Campanati Araújo de Andrade, Doutor, Pós-doutorado
Flávio Lara, Doutor pelo Depto de Bioquimica, Pós-doutorado -
Doutorandos
Luciana Ferreira Romão (CAPES) em estágio no exterior -
romao@anato.ufrj.br
Sheila Cristina de Souza Martins, MSc (CNPq) -
sheila@anato.ufrj.br
Giselle Pinto de Faria, Msc (CAPES) - giselle@anato.ufrj.br
Silvia Patrícia Mendes Costa, MSc (CAPES) -
spmcosta@anato.ufrj.br
Tércia Rodrigues Alves, MSc (FAPERJ nota 10) -
terciabio@yahoo.com.br
Ana Claudia Rozenfeld, MSc -
rozen@biof.ufrj.br
Alunos de Iniciação Científica-início 2004
Suzana Assad Kahn (CNPq/balcão)
- suzanakahn@yahoo.com.br
Bruno de A. C. de Carvalho Pontes (CNPq/balcão)
- brunoaccpontes@gmail.com
Angélica Zumpichiatti dos Santos (Não bolsista) -
angelica_zumpichiatti@yahoo.com.br
Bióloga
Rosenilde Carvalho de Holanda Alonso
- rose@anato.ufrj.br
Secretária
Rosangela dos Santos Ramos -
rosangela@anato.ufrj.br

Clube da Glia
atualização: 25/05/2010